EUA anunciam doação de 55 milhões de vacinas contra Covid-19; América Latina receberá 14 milhões

Nova distribuição de imunizantes completa as 80 milhões de doses prometidas pelo governo de Joe Biden ainda no começo da administração

  • Por Jovem Pan
  • 21/06/2021 16h33 - Atualizado em 21/06/2021 17h20
EFE/EPA/MELINA MARA / POOL - 28/04/2021Doação faz parte da promessa de distribuição de 80 milhões de doses feita por Joe Biden no início do mandato

Os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira, 21, a distribuição de 55 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 para tentar conter a disseminação do vírus em outros países do mundo. Somada à primeira remessa de doses — distribuídas ainda no começo do mês — as novas doações completam as 80 milhões de vacinas prometidas pelo governo de Joe Biden até o fim de junho. “Além de compartilhar as doses do nosso próprio estoque de vacinas, a administração Biden-Harris também se compromete a trabalhar com os fabricantes norte-americanos para produzir mais vacinas para compartilhar com o mundo”, afirma trecho da nota distribuída pela Casa Branca.

Segundo o governo do país norte-americano, as vacinas são enviadas para priorizar a imunização de trabalhadores da saúde e de outras pessoas em maior situação de risco nos países contemplados. Ao todo, 75% das 80 milhões de doses serão distribuídas por meio do Consórcio Covax Facility e 25% para outros países que fizeram o requerimento aos EUA. A distribuição das 55 milhões de doses ocorrerá com 14 milhões para a América Latina; 16 milhões para a Ásia; 10 milhões para a África e cerca de 14 milhões para o que o governo considerou como “prioridades regionais”. Entre eles estão Colômbia, Argentina, Haiti, República Dominicana, Costa Rica, Panamá, Afeganistão, Bangladesh e Paquistão. As doações devem ser feitas até o fim de junho.