EUA aplicaram mais de 100 milhões de doses da vacina contra Covid-19

Marco deixa o presidente Joe Biden mais próximo de cumprir a sua promessa eleitoral; especialista Anthony Fauci alerta que o momento ainda não é propício para aliviar medidas de isolamento

  • Por Jovem Pan
  • 14/03/2021 16h27
EFE/John G. Mabanglo13,5% de toda a população adulta dos EUA já foi completamente imunizado

Os Estados Unidos ultrapassaram a marca de 100 milhões de doses aplicadas da vacina contra a Covid-19. Desde o início da campanha em dezembro, ainda durante o mandato do ex-presidente Donald Trump, 65 milhões de adultos já receberam pelo menos uma injeção no país, sendo que 35 milhões já foram imunizados. Esse último número equivale a 13,5% de toda a população norte-americana acima dos 18 anos de idade. Atualmente, os Estados Unidos estão utilizando as vacinas desenvolvidas pela PfizerBioNTech, pela Moderna e, mais recentemente, pela Johnson & Johnson, a única que exige uma única aplicação.

O marco coloca o presidente Joe Biden mais próximo de cumprir a sua promessa de aplicar 100 milhões de doses durante os 100 primeiros dias do seu mandato. Desde o dia 20 de janeiro, quando ele assumiu a presidência, 81,6 milhões de fracos foram utilizados, de acordo com uma contagem da emissora de televisão norte-americana NBC News. De acordo com uma estimativa do próprio Biden anunciada nesta quinta-feira, 11, o ritmo acelerado da vacinação no país lhe permitirá atingir a meta no seu 51º dia de mandato, ou seja, até o próximo dia 21.

Apesar da acelerada campanha de vacinação contra a Covid-19, o especialista em doenças infectocontagiosas da Casa Branca, Anthony Fauci, alertou sobre o risco de aliviar as medidas de isolamento nos Estados Unidos. “O continente europeu parece estar sempre algumas semanas à nossa frente no que diz respeito à dinâmica do surto. A Europa atingiu o platô depois de recuar um pouco. Pensavam que estavam livre do vírus, mas não era o caso. Agora, estão vendo novamente uma aceleração de casos”, afirmou em entrevista à emissora de televisão norte-americana Fox News neste domingo, 14.

Os alertas do especialista acontecem após alguns estados, como o Texas, começarem a permitir a reabertura de empresas em plena capacidade, retirando ainda a obrigatoriedade do uso de máscaras. Como algumas dessas regiões possuem muitos eleitores do Partido Republicano, Anthony Fauci sugeriu ainda que seria de grande ajuda se o ex-presidente Donald Trump incentivasse seus apoiadores a se vacinarem contra o coronavírus. “Acho que faria uma grande diferença. Ele é uma figura muito popular entre os republicanos. Se fizesse esse apelo para que as pessoas fossem imunizadas, me parece absolutamente inevitável que a vasta maioria de seus seguidores próximos o ouviria”, afirmou.

*Com informações da EFE e do Estadão Conteúdo