Comitê da FDA, órgão dos EUA equivalente à Anvisa, recomenda aprovação emergencial de vacina da Pfizer

Trata-se de um passo chave para a distribuição do imunizante a milhões de americanos, mas ainda cabe à agência a decisão final

  • Por Jovem Pan
  • 10/12/2020 20h28 - Atualizado em 10/12/2020 21h31
EFE/EPA/VICTORIA JONES / POOL - 09/12/20EFE/EPA/VICTORIA JONES / POOL

Um comitê da Food and Drug Administration (FDA) – órgão dos Estados Unidos equivalente à Anvisa no Brasil – recomendou nesta quinta-feira, 10, a aprovação urgente da vacina da Pfizer contra a Covid-19, o que representa um passo chave para a distribuição do imunizante a milhões de americanos. Com 17 votos a favor, quatro contra e uma abstenção, o Comitê Assessor de Vacinas e Produtos Biológicos da FDA se mostrou favorável à administração da vacina a todas as pessoas com mais de 16 anos, idade prevista pela Pfizer como segura para receber o produto. O voto favorável do comitê não é vinculante e não quer dizer que a vacina foi aprovada, já que cabe à FDA tomar a decisão final.

Segundo levantamento da Universidade John Hopkins, os Estados Unidos é o líder em número de casos e mortes no mundo. Já foram registrados 15.550.786 infecções e 291.754 óbitos até esta quinta-feira. O aumento no número de mortos tem assustado os norte-americanos que agora somam, por dia, mais vidas perdidas do que o atentado de 11 de setembro, que vitimou 2.996. Somente nesta quarta-feira, 09, mais de três mil pessoas não resistiram ao vírus.

*Com informações da EFE