EUA: Nevasca histórica causa 26 mortes e deixa 3,8 milhões de casas sem luz

Pelo menos 20 cidades do país registraram as suas temperaturas históricas mais baixas nesta terça-feira, 16, quando73% de toda a superfície do país ficou coberta de neve

  • Por Jovem Pan
  • 17/02/2021 12h24 - Atualizado em 17/02/2021 14h31
EFE/EPA/TANNEN MAURYFoto aérea mostra pessoas sobre 45 centímetros de neve acumulada nos arredores de Chicago, Illinois

Uma tempestade de neve que está atingindo todo o Arkansas e partes do Mississippi, Oklahoma, Tennessee e Texas causou a morte de pelo menos 26 pessoas nos Estados Unidos. Entre essas vítimas estão 15 pessoas que faleceram em acidentes de carro relacionados às más condições das pistas, três que foram mortas durante um tornado, três que inalaram monóxido de carbono emitido por aquecedores e um homem que escorregou no gelo e bateu a cabeça. O Centro Nacional de Previsão do Tempo afirma que 20 cidades do país registraram as suas temperaturas históricas mais baixas nesta terça-feira, 16, sendo que novos recordes são esperados para essa semana. Além disso, cerca de 3,8 milhões de casas e escritórios espalhados pelos Estados Unidos estão sem energia elétrica, de acordo com o site U.S. Power Outage, que faz levantamentos sobre o abastecimento de energia no país.

A onda de frio, no entanto, acomete todo o país. A Administração Oceânica e Atmosférica Nacional apontou que mais de 73% de toda a superfície dos Estados Unidos estava coberta de neve na terça-feira, 16. Apenas os estados da Carolina do Sul, Flórida e Geórgia e a Carolina do Sul estavam livres do gelo. Segundo o estudo, que se baseia em medições por satélite, essa é a maior área coberta de neve desde 2003. A imprensa norte-americana aponta que as condições do tempo já estão prejudicando e causando atrasos no fornecimento de vacinas contra a Covid-19.