Evento com diplomatas europeus é alvo de atentado na Arábia Saudita

Quatro pessoas foram feridas em novo atentado na cidade de Jidá, que no dia 29 de outubro sofreu um ataque com faca no consulado francês

  • Por Jovem Pan
  • 11/11/2020 10h59 - Atualizado em 11/11/2020 11h03
EFE/EPA/AMEL PAIN O evento com diplomatas acontecia em um cemitério não-muçulmano na cidade de Jidá

Nesta quarta-feira (11), um ato de comemoração pelo aniversário do fim da Primeira Guerra Mundial foi alvo de um atentado com explosivos em Jidá, na Arábia Saudita. O evento, que acontecia em um cemitério, tinha a participação dos cônsules da França, da Itália e do Reino Unido, além de outras autoridades europeias. Segundo o jornal francês Le Figaro, quatro pessoas foram feridas, entre elas um cidadão da Grécia. O Ministério das Relações Exteriores da França condenou o ataque, que considerou “covarde”, e cobrou a identificação e a devida punição dos autores.

No dia 29 de outubro, o consulado francês em Jidá foi alvo de um ataque com faca. Um guarda foi ferido e o criminoso, que era um cidadão saudita, foi detido imediatamente. Desde o fim de setembro, a França sofreu três atentados em seu próprio território e vem sendo alvo de uma campanha muçulmana contra as medidas que o presidente Emmanuel Macron tem tomado contra o fundamentalismo islâmico. A política começou a ser adotada depois da decapitação de um professor que mostrou charges do profeta Maomé em sala de aula.

*Com informações da EFE