Gana é o primeiro país a receber vacinas contra a Covid-19 através do Covax

A iniciativa da Organização Mundial da Saúde visa a distribuição de dois bilhões de doses do imunizante às nações mais pobres do mundo

  • Por Jovem Pan
  • 24/02/2021 12h59 - Atualizado em 24/02/2021 17h22
EFE/EPA/MARTIAL TREZZINI/Archivo O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, ressaltou a importância de dar fim à Covid-19 em todos os países para acabar com a pandemia

Gana se tornou o primeiro país a receber vacinas contra a Covid-19 através do Covax Facility, programa criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para garantir a distribuição de doses às nações mais pobres do mundo. De acordo com um comunicado divulgado pela própria entidade internacional, 600 mil doses do imunizante desenvolvido pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford chegaram ao país africano nesta quarta-feira, 24. Elas tinham sido enviadas no dia anterior pelo Instituto Serum, na Índia.

A OMS pretende distribuir um total de dois bilhões de doses de imunizantes contra o novo coronavírus até o final de 2021. “A entrega de hoje nos deixa um passo mais próximos dessa meta e é algo que o mundo inteiro pode se orgulhar. Ao longo das próximas semanas, a Covax deve entregar vacinas à todas as economias participantes para garantir que aqueles com maior risco sejam protegidos, onde quer que vivam”, afirmou o CEO da Aliança das Vacinas, Seth Berkley. “Nós não daremos um fim à pandemia em lugar algum a não ser que demos um fim à ela em todo lugar “, completou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.