Gana vai multar companhias aéreas que transportarem passageiros não vacinados ao país

Valor equivalente a R$ 19 mil será cobrado por cada passageiro que chegar sem vacina ou testar positivo para a doença após o desembarque

  • Por Jovem Pan
  • 13/12/2021 17h26
Nipah Dennis / AFP fachada do aeroporto de gana Aeroporto da capital de Gana vai punir com multa companhias aéreas que trouxerem não vacinados

O Aeroporto Internacional de Kotoka, localizado na capital de Gana, anunciou nesta segunda-feira, 13, que vai multar a partir desta terça-feira, 14, companhias aéreas que trouxerem passageiros não-vacinados ou que testarem positivo para a Covid-19 após desembarcar no país. O valor cobrado por cada passageiro contaminado ou sem vacina será de US$ 3,5 mil (equivalente a R$ 19 mil) e é apontado pelo governo como uma forma de garantir a obrigatoriedade de imunização em todos aqueles que entrarem no país. A medida é considerada uma das mais rígidas da África, que foi parcialmente bloqueada do resto do mundo após o surgimento da variante Omicron na África do Sul. Até o momento, o país tem 132 mil casos e 1,2 mil mortes confirmadas pela doença.