Manchester United sofre surto de Covid-19 e interdita instalações do time

Um grupo formado por jogadores e funcionários do clube teve resultado positivo para a infecção pelo novo coronavírus neste fim de semana, após o duelo contra o Norwich

  • Por Jovem Pan
  • 13/12/2021 16h02
EFE/EPA/PETER POWELL Cristiano Ronaldo teve atuação discreta na goleada sofrida pelo Manchester United diante do Liverpool Cristiano Ronaldo em ação durante Manchester United x Liverpool

O Manchester United interditou nesta segunda-feira, 13, as instalações da equipe principal por 24 horas devido a um surto de Covid-19, enquanto tenta convencer a Premier League, a empresa que organiza o Campeonato Inglês, a adiar o jogo contra o Brentford, fora de casa, pela 17ª rodada da competição nacional, que está marcado para acontecer nesta terça. Um grupo formado por jogadores e funcionários do clube de Manchester teve resultado positivo para a infecção pelo novo coronavírus neste fim de semana, após o duelo contra o Norwich, também pelo Campeonato Inglês – vitória por 1 a 0, no último sábado, como visitante.

No domingo, o treinamento da equipe comandada pelo técnico alemão Ralf Rangnick já havia sido realizado sem contatos entre os jogadores que deram negativo em teste para detectar a Covid-19. Nesta segunda, a direção do Manchester United divulgou a decisão de interditar as instalações utilizadas pela equipe principal durante 24 horas para minimizar o risco de qualquer tipo de contágio. “Devido ao cancelamento do treino, o impacto que isso tem sobre o elenco e à prioridade que representa a saúde dos funcionários e jogadores, o clube está discutindo com a Premier League sobre se é seguro seguir adiante com o jogo com o Brentford”, apontou o comunicado oficial divulgado pelo Manchester United. Em caso de resposta negativa para a realização da partida desta terça-feira, este seria o segundo jogo do Campeonato Inglês adiado por causa de um surto de Covid-19, depois que a visita do Tottenham ao Brighton, no domingo, deixou de ser disputada devido aos casos positivos entre jogadores e membros do staff da equipe de Londres.