Governador da Flórida retira todas as medidas restritivas contra a Covid-19

‘O fato é que nós não estamos mais em um estado de emergência’, justificou Ron DeSantis durante coletiva de imprensa; estado registrou 4.885 novas infecções pelo coronavírus no domingo

  • Por Jovem Pan
  • 04/05/2021 13h48 - Atualizado em 04/05/2021 16h09
EFE/EPA/CRISTOBAL HERRERA/ArchivoRon DeSantis defendeu que pedir a pessoas imunizadas que continuem usando máscara poderia diminuir confiança na vacina

O governador da Flórida, Ron DeSantis, assinou uma ordem executiva nesta segunda-feira, 3, que suspende todas as medidas restritivas contra a Covid-19, incluindo o uso de máscaras e o distanciamento social. “O fato é que nós não estamos mais em um estado de emergência”, justificou o político durante coletiva de imprensa. Ele reconheceu que o estado ainda não terminou a sua luta contra o novo coronavírus, mas reiterou que os Estados Unidos como um todo estão registrando queda no número de casos e mortes causadas pela doença. DeSantis acrescentou ainda que pedir que pessoas que já foram completamente imunizadas continuem usando máscaras poderia diminuir a confiança nas vacinas contra Covid-19. Apesar da decisão do governo estadual, negócios privativos poderão continuar exigindo que as pessoas cubram o nariz e a boca e pratiquem o distanciamento social dentro dos seus estabelecimentos. A Casa Branca não fez nenhum comentário sobre a decisão ainda. A Flórida registrou o terceiro maior número de casos de Covid-19 dos Estados Unidos, com mais de 2,2 milhões de infecções e 35 mil mortes desde o início da pandemia do novo coronavírus. Porém, o número de contaminações caiu mais de 13% na última semana e chegou a 4.885 no domingo, 2.