Governador de Nova York é acusado de abuso sexual por ex-assessora

Embora Andrew Cumo negue as acusações, Charlotte Bennett é a segunda ex-funcionária a denunciar o político democrata por conduta imprópria

  • Por Jovem Pan
  • 28/02/2021 08h46 - Atualizado em 28/02/2021 08h47
Darren McGee/EFEAndrew Cuomo diz que nunca agiu de maneira imprópria com a ex-funcionária

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, está sendo acusado de abuso sexual e conduta imprópria por uma ex-assessora de seu gabinete, Charlotte Bennett. O democrata, que nega as acusações, decidiu abrir uma investigação independente do caso, após o jornal The New York Times publicar uma reportagem sobre o tema. Ao anunciar Barbara Jones, ex-juíza federal dos Estados Unidos, como responsável para conduzir a apuração dos fatos relatados, Cuomo disse que nunca agiu de maneira imprópria com a ex-funcionária. “Peço a todos os nova-iorquinos que esperem o resultado da investigação antes de fazer qualquer julgamento”, disse.

Embora o governador negue as acusações, Bennett é a segunda ex-assessora do político de Nova York a denunciar conduta imprópria.  Em uma publicação na rede social Medium, feita na última quarta-feira, 24, Lindsey Boylan, que trabalhou no gabinete de Cuomo entre 2015 e 2018, falou que o governador a abusou em 2017. Além das acusações, o democrata vem sendo criticado pelo legislativo local, com o Partido Republicano pedindo seu impeachment por suas políticas de enfrentamento ao coronavírus. Os dois partidos dos Estados Unidos emitiram declarações pedindo uma “investigação realmente independente” das denúncias.

*Com Estadão Conteúdo