Índia bate recorde global de casos diários da Covid-19 pelo 2º dia consecutivo

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins e o ministério de Saúde, 3.621.245 infecções já foram confirmadas no território indiano

  • Por Jovem Pan
  • 31/08/2020 10h29
EFE/ Jaipal SinghA curva de contágios tem apresentado um aumento constante desde que os primeiros casos foram anunciados no país, no final de janeiro

A Índia registrou mais de 78 mil casos de Covid-19 nesta segunda-feira, estabelecendo pelo segundo dia consecutivo o recorde de contágios já reportados por um mesmo país durante 24 horas. Com exatos 78.512 casos registrados desde o balanço do dia anterior, o país voltou a estabelecer um recorde mundial. No domingo, o governo indiano confirmou mais 78.761 contágios, a maior quantidade já confirmada em um só dia. Os números da Índia superam os 77.299 contágios registrados pelos Estados Unidos em 16 de julho. Segundo dados da Universidade Johns Hopkins e o Ministério de Saúde do país, 3.621.245 de casos já foram confirmados no território indiano. Com isso, a Índia apresenta, atualmente, a maior propagação da doença, com o dobro dos 35.337 casos registrados pelos EUA no último balanço diário.

A curva de contágios tem apresentado um aumento constante desde que os primeiros casos foram anunciados no país, no final de janeiro. Segundo T. Sundararaman, ex-diretor do Centro de Recursos do Sistema Nacional de Saúde, o comportamento da curva corresponde às características do país e sua numerosa população. “Na Índia é necessário mais tempo para chegar das cidades às áreas menos desenvolvidas. Quando chega, estoura. Agora, a doença chegou a todas as províncias e todos os distritos, motivo pelo qual estamos tendo quase 80 mil casos por dia, e provavelmente passaremos de 100 mil casos diários”, explicou à Agência Efe. Com os 971 óbitos contabilizados nas últimas 24 horas, a Índia totaliza 64.469 mortes diretamente ligadas à Covid-19, com uma taxa de mortalidade de 1,8%, uma das mais baixas entre os países mais afetados.

*Com Agência EFE