Após flexibilização de restrições, Índia supera um milhão de casos da Covid-19

Desde 8 de junho, quando o governo flexibilizou o rigoroso confinamento, as infecções quase quadruplicaram no país

  • Por Jovem Pan
  • 17/07/2020 09h52
EFECom esses dados, a Índia segue sendo o terceiro país no mundo mais afetado pelo coronavírus, depois do Brasil, que ultrapassa 2 milhões de registros, e dos Estados Unidos

A Índia ultrapassou nesta sexta-feira (17) a marca de 1 milhão de casos  registrados da Covid-19, número que o mantém como o terceiro país mais afetado pele pandemia no mundo. Dados atualizados diariamente pelo Ministério da Saúde revelam que entre nas últimas 24 horas, 34.956 novos casos foram registrados em todo o país, elevando o número total de 1.003.831 infectados até o momento. Além disso, no mesmo período, 687 mortes pela doença foram contabilizadas, elevando o número de vítimas para 25.602.

Com esses dados, a Índia segue sendo o terceiro país no mundo mais afetado pelo coronavírus, depois do Brasil, que ultrapassa 2 milhões de registros, e dos Estados Unidos, com mais de 3,5 casos confirmados, segundo a Universidade Johns Hopkins, dos EUA. Na Índia, o estado mais afetado é o oeste de Maharashtra, que abriga a capital financeira do país, Bombaim, com 284.281 casos e 11.194 mortes. Eles são seguidos pelo estado de Tamil Nadu com 156.369 casos e 2.236 mortes, e a capital de Nova Délhi, com 118.645 infectados e 3.545 mortos.

Desde que o país flexibilizou o rigoroso confinamento dos seus 1,3 bilhão de habitantes, no dia 8 de junho, as infecções quase quadruplicaram, embora o governo esteja tentando avaliar as recuperações e a baixa taxa de mortalidade de 15,31 óbitos por milhão de habitantes, segundo dados oficiais.

*Com informações da EFE