Israel propõe trégua de 2 meses em troca de reféns

Em declarações recentes, Benjamin Netanyahu estava relutante para chegar a um acordo com o Hamas

  • Por Jovem Pan
  • 22/01/2024 22h55
AFP faixa de gaza Em novembro, a trégua de uma semana libertou 105 reféns israelenses e 240 reféns palestinos

Israel propôs uma trégua de dois meses na Faixa de Gaza nesta segunda-feira, 22, em troca da libertação de reféns israelenses que o grupo extremista Hamas ainda mantém no território. De acordo com o jornal israelense Walla, a informação foi confirmada por dois funcionários de alto escalão do governo. O governo israelense enviou para o Egito e o Catar uma proposta de cessar-fogo no território e que também incluiria a liberação de prisioneiros palestinos. Israel estima que 136 reféns ainda estão na Faixa de Gaza. Em declarações recentes, Benjamin Netanyahu estava relutante para chegar a um acordo com o Hamas e defendeu a pressão militar como forma de garantir a libertação do prisioneiros. Em novembro, a trégua de uma semana libertou 105 reféns israelenses e 240 reféns palestinos. Caso ocorra a nova trégua, a intenção é dividir os dois meses em fases, que incluiria, primeiramente, a liberação de mulheres, homens acima de 60 anos e pessoas com saúde grave. Israel aguarda uma resposta do Hamas à proposta.

*Com informações da EFE

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

 

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.