Justin Trudeau confirma que avião ucraniano foi atingido por mísseis no Irã

  • Por Jovem Pan
  • 09/01/2020 17h01
EFEJustin Trudeau é o primeiro-ministro do Canadá

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, confirmou nesta quinta-feira (9) que o voo PS752, da Ukranian Airlines, foi abatido por mísseis iranianos. O avião caiu na capital do Irã, Teerã, pouco depois da decolagem, na madrugada de quarta-feira (8).

Segundo Trudeau, há evidências de que a aeronave caiu após ter sido atingida por foguetes disparados por um sistema de defesa do Irã. “Isso pode não ter sido feito intencionalmente”, ressaltou o líder canadense.

A fala de Trudeau vem depois da imprensa dos Estados Unidos divulgar, também nesta quinta, que autoridades americanas acreditavam que o avião tinha sido abatido por mísseis. A versão oficial é de que a aeronave teve problemas mecânicos e pegou fogo no ar. Mais cedo, o presidente Donald Trump afirmou que não acreditava na possibilidade de falha mecânica.

O avião caiu poucas horas depois do Irã disparar mísseis contra uma base militar americana no Iraque. O ataque foi uma retaliação à ofensiva dos EUA que matou o general iraniano Qassem Soleimani na semana passada.

O voo PS752 tinha como destino a cidade de Kiev, na Ucrânia, e levava 176 pessoas a bordo. O destino final de 138 passageiros era o Canadá, sendo que 63 dos mortos eram cidadãos canadenses.