Mais de 40 alunos, pais e professores são sequestrados em escola na Nigéria

Ainda não se sabe se o ataque foi orquestrado pelo grupo jihadista Boko Haram, que já manteve centenas de estudantes como reféns, ou por criminosos que agem em troca de dinheiro

  • Por Jovem Pan
  • 17/02/2021 15h14 - Atualizado em 17/02/2021 15h17
PixabayComo as escolas são alvo frequente de sequestros, muitos nigerianos preferem manter seus filhos fora da sala de aula

Mais de 40 pessoas foram sequestradas por um grupo de homens armados que invadiram uma escola em Kagara, na Nigéria, nesta quarta-feira, 17. Entre os reféns estariam alunos, pais e professores que não conseguiram escapar dos criminosos, que vestiam roupas semelhantes às de soldados. De acordo com a agência de notícias Associated Press, um estudante teria sido baleado ao tentar fugir. O governador do estado de Niger, Abubakar Sani Bello, fechou as escolas e pediu ao presidente Muhammadu Buhari que reforçasse a segurança na região, mas ainda não há informação sobre o local para onde os reféns foram levados e nem qual a motivação do crime.

Nos últimos meses, a Nigéria tem vivenciado uma série de sequestros armados em colégios. Alguns foram orquestrados pelo grupo jihadista Boko Haram, que se opõe às escolas que adotam o modelo de ensino ocidental. Dois meses atrás, essa organização terrorista sequestrou 344 adolescentes de um internato do estado de Katsina, que acabaram sendo soltos após uma negociação com o governo. No entanto, alguns sequestros também são cometidos por organização criminosas que não possuem nenhuma relação com o radicalismo islâmico e o fazem apenas em troca de dinheiro.