Mesmo com vacinação, Austrália só deve reabrir fronteiras em 2022

O Secretário da Saúde, Brendan Murphy, afirmou que as restrições devem permanecer ao longo desse ano, justificando que ainda não se sabe se vacinas vão prevenir a transmissão do vírus

  • Por Jovem Pan
  • 18/01/2021 17h47
EFE/EPA/GLENN CAMPBELLCom pandemia controlada na maior parte do país, Austrália espera iniciar campanha de vacinação em fevereiro

A Austrália considera improvável reabrir totalmente as suas fronteiras antes de 2022. A previsão foi feita pelo secretário do Departamento da Saúde, Brendan Murphy, que acredita que as restrições devem permanecer ao longo deste ano mesmo que a maior parte da população seja vacinada contra a Covid-19. “Mesmo se tivermos uma grande quantidade da população vacinada, não sabemos se isso impedirá a transmissão do vírus”, disse em entrevista à emissora de televisão ABC. A declaração foi feita em meio à discussões sobre os efeitos colaterais do imunizante desenvolvido pela Pfizer em parceria com a BioNTech, que deve ser utilizado no país a partir de fevereiro.

Atualmente, apenas cidadãos, estrangeiros com visto permanente e algumas outras exceções podem entrar na Austrália mediante quarentena de 14 dias em hotel. As previsões de Murphy contrariam as expectativas das companhias aéreas. A Quantas, principal empresa australiana do setor, já tinha reaberto as reservas para viagens no segundo semestre deste ano. No início da pandemia, a Austrália considerou criar “bolhas” de turismo com outros países próximos que tivessem baixos índices de transmissão do novo coronavírus, mas o plano só se concretizou com a vizinha Nova Zelândia.

*Com informações de agências internacionais