Ministro holandês que desmaiou durante debate sobre coronavírus pede demissão

  • Por Jovem Pan
  • 19/03/2020 17h15
Phil Nijhuis/EFEBruno Bruins é o ministro de Assistência Médica da Holanda

O ministro de Assistência Médica da Holanda, Bruno Bruins, apresentou nesta quinta-feira o pedido de demissão, um dia depois de desmaiar durante um debate no Parlamento sobre as medidas adotadas contra a propagação do novo coronavírus.

Os motivos da saída do cargo, até o momento, não foram divulgados pelo agora ex-integrante ou pelo próprio governo.

Em um comunicado, o Serviço de Informação do Governo da Holanda divulgou que o rei Willem-Alexander aceitou a disponibilização do cargo apresentada pelo ministro, que estava no cargo desde 2017, e agradeceu pelos serviços prestados.

Na última quarta-feira, Bruins desmaiou durante um debate no Parlamento enquanto ouvia líderes de partidos de extrema direita. Eles cobravam um isolamento total do território holandês como forma de conter a propagação do novo coronavírus.

“Obrigado a todos pelo apoio. Desmaiei pelo esgotamento destas semanas intensas. Já estou melhor”, disse o ministro, que ainda explicou que descansaria por algumas horas, para voltar ao trabalho, o que sequer aconteceu.

A cobrança dos críticos ao governo holandês é que seja decretada obrigação para que as pessoas fiquem isoladas em suas casas, para tentar evitar que o número de 2.465 infectados registrados até o último boletim, aumente. Ao todo, 77 pessoas morreram no território do país.

*Com informações da Agência EFE