Moscou decreta lockdown de 11 dias após recorde de mortes por Covid-19 na Rússia

Apenas supermercados e farmácias permanecerão abertos; residentes da capital russa poderão sair de casa durante o bloqueio

  • Por Jovem Pan
  • 28/10/2021 10h46
EFE/EPA/MAXIM SHIPENKOVLockdown de 11 dias na capital russa foi implantado após recorde de mortes no país

Moscou decretou um lockdown de 11 dias a partir desta quinta-feira, 28, para conter o aumento de casos de Covid-19 no país. Ainda nesta quinta-feira, a Rússia registrou recorde de mortes pela doença. Foram 1.159 óbitos e 40 mil novos casos nas últimas 24 horas. Apesar da disponibilidade da Sputnik V, a sociedade russa mostra hesitação na hora de se imunizar. Apenas 32% da população está totalmente vacinada contra a Covid-19.

Com a medida, lojas de varejo, restaurantes, escolas, estádios, clubes, cinemas e locais destinados a entretenimento estarão proibidas de abrir em Moscou. Apenas supermercados e farmácias permanecerão abertos durante o lockdown. Os residentes de Moscou, porém, terão permissão para sair de casa durante o período, ao contrário do bloqueio implantado no verão de 2020. O fechamento ocorre dias antes do “megaferiado”, marcado para acontecer de 30 de outubro a 7 de novembro.