Mundo supera marca de 1,5 milhão de mortos por Covid-19

Números foram atingidos em meio ao aumento de casos no mundo e novidades sobre início da vacinação em países como Reino Unido e Rússia

  • Por Jovem Pan
  • 03/12/2020 21h03 - Atualizado em 03/12/2020 21h18
EFE/ Sebastiao MoreiraMarca é atingida quase 11 meses depois da primeira morte.

Quase 11 meses depois do primeiro registro de óbito, o mundo atingiu a marca de 1,5 milhões de mortes causadas pela Covid-19. Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o total de vítimas fatais registrado até hoje é de 1.502.728. O primeiro óbito foi registrado no dia 11 de janeiro de 2020. Cerca de dois meses depois da primeira morte, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a pandemia do novo coronavírus. A marca foi atingida nesta quinta-feira, 3, no momento em que os Estados Unidos, o Brasil e a Europa vivem um aumento no número de infectados e mortos pela doença. Entretanto, em meio à alta de casos, também estão sendo divulgadas notícias promissoras sobre o início da vacinação em países como Reino Unido, Rússia e os EUA.

O país com mais mortes causadas pela doença são os Estados Unidos, que têm 275.550 óbitos. Em seguida vem o Brasil, com 174.515 e a Índia, com 138,648. O México, com 107.565 mortes, e o Reino Unido, com 60.210 vítimas fatais, completam o topo da tabela de países mais afetados. Um dos outros países que foi duramente atingido é a Itália, que registrou 993 mortes por Covid-19 nesta quinta, sendo o maior número diário registrado desde o começo da pandemia. No momento, França e Reino Unido começam a flexibilizar as restrições impostas enquanto Alemanha e Itália tentam conter o avanço rápido da doença.