Na Rússia, médico que tratou Navalny é encontrado vivo após se perder em floresta cheia de ursos

Desaparecimento de Alexander Murakhovsky causou estranheza depois que outros dois médicos que trataram do opositor russo ‘morreram misteriosamente’ no início do ano

  • Por Jovem Pan
  • 11/05/2021 00h46 - Atualizado em 11/05/2021 00h46
ReproduçãoAlexander Murakhovsky, médico que tratou Navalny na fase inicial de seu envenenamento

A Rússia é um prato cheio de histórias inacreditáveis. Nesta segunda-feira, 10, o médico Alexander Murakhovsky, de 49 anos, sobreviveu a uma delas para contar. Depois de três dias desaparecido em uma floresta da Sibéria cheia de ursos selvagens, o Dr. foi encontrado vivo e bem. Ele tinha desaparecido em uma viagem de caça em Omsk e seus amigos temiam que ele teria sido atacado por um urso. O desaparecimento gerou muitas especulações, já que Murakhovsky supervisionou o tratamento do líder da oposição russa, Alexei Navalny, que afirmou ter sido envenenado pelo Kremlin, e outros dois médicos que também trataram dele morrem em circunstâncias misteriosas no início deste ano. De acordo com o site de notícias ‘RBC’, o Dr. Murakhobsky conseguiu sair da floresta perto de uma vila chamada Basly, cerca de 32 km de distância de onde tinha ido partido, e pediu ajuda aos locais.

A polícia local informou que ele foi visto pela última vez saindo da base de caça na vila Pospelovo e se dirigindo de carro para a floresta. A esposa do médico, Nazezhda, disse em entrevista que o marido foi encaminhado ao hospital e está bem, mas afirmou que ele não tem experiência em caça. “Ele não é um caçador. Nunca atirou em um animal em sua vida. Acredito que ele sobreviveu por três dias apenas por causa de sua força de vontade. Ele é muito forte, não posso falar mais”, comentou. Toda a circunstância do desaparecimento de Murakhobsky ainda é muito estranha e incerta. Um empresário que estava com o médico afirmou que era “impossível se perder” naquela parte da floresta.

“Eu não posso explicar o que aconteceu”, disse o amigo. Uma equipe de busca acionada na sexta-feira, 7, dia do desaparecimento, encontrou o veículo dirigido pelo médico abandonado neste domingo, 9. Informações indicam que ele se comunicou com o colega empresário dizendo que estava atolado e iria prosseguir a pé. Na época em que tratou Navalny, Murakhobsky afirmou que os exames não tinham detectado envenenamento e meses depois foi promovido a ministro da saúde de Omsk. Navalny se pronunciou nas redes sociais. “Você mente, resultados falsos de testes estão prontos para agradar os chefes de qualquer maneira. Depois você ganha um prêmio e uma promoção”.