Nasa confirma existência de água na face iluminada da Lua

Anteriormente, pensava-se que a Lua só possuía água em crateras profundas no seu lado escuro; a descoberta pode tornar futuras missões espaciais mais longas e baratas

  • Por Jovem Pan
  • 26/10/2020 15h09 - Atualizado em 26/10/2020 15h38
TIM SHORTT/FLORIDA TODAY via Imagn Content ServicesA descoberta foi feita através do telescópio SOFIA, construído pela NASA em parceria com o Centro Aeroespacial Alemão

A Nasa anunciou que o telescópio SOFIA confirmou a existência de água na face iluminada da Lua pela primeira vez. O anúncio foi feito através de uma teleconferência online nesta segunda-feira, 26, às 11h do horário de Brasília. Em seu perfil oficial no Twitter, o administrador da agência, Jim Bridenstine, escreveu: “Ainda não sabemos se nós podemos usá-la como recurso, mas aprender sobre água na Lua é chave para nossos planos de exploração Artemis”. Bridenstine está se referindo ao programa que visa pousar a primeira mulher e o próximo homem na superfície lunar em 2024.

Projetado pela Nasa em conjunto com o Centro Aeroespacial Alemão (DLR), o SOFIA é um observatório aéreo munido de um telescópio infravermelho. Seu principal objetivo é estudar e analisar a composição de atmosferas e superfícies planetárias, além de investigar a composição e a evolução dos cometas e estrelas. A descoberta revela que a Lua não possui água apenas em crateras profundas no lado escuro do astro, como se pensava anteriormente. A presença de água logo na superfície levanta a possibilidade dela ser utilizada como recurso em futuras missões exploratórias, que poderiam então ser mais baratas e mais longas.