Navalny dispara contra Putin: ‘Ele está possuído por ideias de envenenamentos secretos’

Navalny passou mal durante um voo que ia da Sibéria para Moscou, no dia 22 de agosto, forçando-o a fazer um pouso de emergência em Omsk, onde o opositor foi colocado em coma antes de ser transferido a pedido de sua família para um hospital em Berlim

  • Por Jovem Pan
  • 06/10/2020 10h37
EFEAlexei Navalny é o principal opositor de Putin nas eleições presidenciais

O líder da oposição russa Alexei Navalny afirmou nesta terça-feira, 6, que tudo indica que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, “está possuído pela ideia de envenenamentos secretos”, como o que sofreu no mês de agosto, enquanto afirma estar se sentindo melhor a cada dia. Em sua primeira entrevista em vídeo a um blogueiro russo do YouTube desde que recebeu alta de um hospital de Berlim, onde foi tratado por envenenamento com um agente nervoso do grupo Novichok, Navalny relatou durante mais de duas horas, ao lado de sua esposa Yulia, como está sua recuperação. “Minhas mãos estão tremendo. Se eu beber água de garrafa vai ser um número. Mas a cada dia estou melhor. Trabalho com o fisioterapeuta. Hoje ele começou a me ensinar malabarismo, para que daqui a pouco você veja que eu faço malabarismos, que posso andar em uma roda, que tiro um coelho da cartola”, disse Navalny, mostrando bom humor. “Preciso fazer muitos exercícios do lado esquerdo e direito para que o cérebro saiba o que fazer. Mas tudo ficará bem. Vou melhorar”, disse o líder opositor, na entrevista a Yury Dud, publicada hoje.

Navalny passou mal durante um voo que ia da Sibéria para Moscou, no dia 22 de agosto, forçando-o a fazer um pouso de emergência em Omsk, onde o opositor foi colocado em coma antes de ser transferido a pedido de sua família para um hospital em Berlim, onde conseguiu se recuperar. Como em sua primeira entrevista à revista “Der Spiegel”, Navalny voltou a acusar Vladimir Putin de estar por trás de seu envenenamento, uma acusação que o Kremlin qualificou de “insultuosa e inaceitável”.

“Você acha mesmo que Putin deu a ordem?”, pergunta o blogueiro durante a conversa com Navalny, que está visivelmente melhor fisicamente e cuja entrevista com Dud já tem quase 500 mil visualizações no YouTube. “Não vejo outra situação. E se você me perguntar por quê, eu tenho uma resposta: porque nos últimos dois anos todo o nosso sistema esteve sob pressão sem precedentes”, respondeu. “Você sabe que houve buscas, que as contas bancárias do nosso pessoal foram congeladas. Minha versão é que isso foi feito por agentes do Serviço de Segurança Federal Russo (FSB, ex-KGB) ou espionagem estrangeira por instrução direta de Putin sem dúvida”, enfatiza.

Ele também argumentou que o envenenamento pode ter algo a ver com as eleições para a Duma (Câmara Baixa) no próximo ano. “Tudo indica que Putin está possuído pela ideia de envenenamentos secretos”, diz Navalny. O líder da oposição acrescenta que logicamente não há nenhum vídeo no qual ele se veja “chutando Putin e gritando, mate-o!” e que não há indícios de que o presidente esteja por trás do envenenamento, mas o conjunto de fatores o indica, em sua opinião. Navalny aponta para o fato de o Novichok ser uma arma química binária que “não pode ser comprada no supermercado” e para a ação do Ministério da Saúde da Rússia, que enviou um grupo de médicos a Omsk “para dizer que não podia ser transferido para Alemanha”. Ele também destacou as “fantásticas mentiras pessoais” de Putin, quando ele supostamente sugeriu em uma conversa com o presidente francês Emmanuel Macron que Navalny se envenenou.

*Com informações da Agência EFE