Número de mortos em desabamento de prédio em Miami sobe para 28

A prefeita do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, declarou que agora há 117 pessoas desaparecidas devido ao colapso, enquanto 191 escaparam com vida

  • Por Jovem Pan
  • 05/07/2021 22h33 - Atualizado em 05/07/2021 22h36
EFE/ Giorgio VieraDos 28 mortos, 26 foram identificados pelas autoridades

Mais um corpo foi retirado nesta segunda-feira, 5, dos escombros do local onde o edifício Champlain Towers South foi erguido na cidade de Surfside, em Miami, nos Estados Unidos, o que fez o número de vítimas do desmoronamento ocorrido há 11 dias subir para 28. A prefeita do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, declarou que agora há 117 pessoas desaparecidas devido ao colapso, enquanto 191 escaparam com vida. Entre os 28 mortos, 26 foram identificados, dois deles ontem: o casal Ingrid Ainsworth, de 66 anos, e Tzvi Ainsworth, de 68, que viveu na Austrália por 20 anos. Levine Cava destacou às dificuldades adicionais criadas hoje pela chuva e os raios para os socorristas que retomaram seus trabalhos. A atividade havia sido interrompida no último domingo pela demolição da parte do prédio que não caiu com o colapso.

A demolição foi feita por razões de segurança porque havia o risco de que a estrutura de 12 andares pudesse cair por causa da chuva e dos ventos da tempestade tropical Elsa, que deve chegar a Florida Keys nesta terça-feira e depois subir a costa oeste do estado rumo ao extremo noroeste. Miami-Dade não está no caminho previsto, mas a instabilidade climática criada pela Elsa, que tocou terra em Cuba nesta segunda-feira, já está sendo sentida nesta parte da Flórida. A prefeita de Surfside disse que após a demolição os socorristas puderam vasculhar pela primeira vez toda a área ocupada pelo edifício, que foi construído em 1981 e teve problemas estruturais desde 2018, pelo menos.

*Com informações da EFE