Papa Francisco agradece jornalistas por expor escândalos sexuais na igreja

Pontífice classificou as ações como ‘missão do jornalismo’ e afirmou que os profissionais ‘deram voz às vítimas’

  • Por Jovem Pan
  • 13/11/2021 14h03
EFE/EPA/VATICAN MEDIAPapa Francisco acredita que é o papel do jornalista ir às ruas ver como está o mundo

Durante um evento neste sábado, 13, o Papa Francisco agradeceu à imprensa por expor escândalos sexuais que ocorreram na Igreja Católica. O pontífice chamou as ações de “missão do jornalismo” e disse que é de suma importância que repórteres saiam de suas redações e descubram o que acontece no mundo exterior para conter a desinformação encontrada on-line. “Agradeço vocês pelo que nos dizem sobre o que está errado na Igreja, por nos ajudarem a não esconder isso embaixo do tapete, e pela voz que vocês deram às vítimas de abuso”, disse Francisco. A declaração foi dada durante homenagem a jornalistas veteranos que passaram anos cobrindo o Vaticano: Philip Pullella, da Reuters, e Valentina Alazraki, da mexicana Noticieros Televisa. Os primeiros relatos de abuso por padres da igreja católica foram vinculados em 2002, quando o jornal norte-americano ‘The Boston Globe’ escreveu uma série de artigos sobre o assunto. Em 2015 o caso virou filme, o aclamado ‘Spotlight – Segredos revelados‘, que venceu o prêmio de melhor filme de 2016 no Oscar. Desde então, muitos outros escândalos já foram revelados, tendo padres excomungados pelo Vaticano.