Papa Francisco visita Basílica de Santa Maria em primeira saída pós-confinamento

O pontífice não teve contato com fiéis e rezou em frente a “Madonna”

  • Por Jovem Pan
  • 05/08/2020 15h28
EFEPapa Francisco

O papa Francisco deixou nesta quarta-feira (5)o Vaticano, pela primeira vez desde o fim do confinamento na Itália devido à pandemia da Covid-19, e fez uma visita surpresa à Basílica de Santa Maria Maggiore, em Roma, à qual tem uma forte ligação. A última saída do pontífice ao local aconteceu no dia 20 de abril, durante o confinamento, quando ele celebrou a missa na igreja de Santo Spirito, na Sassia, perto da Praça de São Pedro.

Hoje, Francisco fez uma visita surpresa a Santa Maria Maggiore, uma das quatro basílicas papais de Roma, no coração da capital e na qual é preservado o ícone bizantino da Virgem “Salus Populi Romani”, pelo qual ele tem grande devoção. Durante sua visita, ele parou vários minutos para orar diante da “Madonna” e depositou uma coroa de flores, algo que ele costuma fazer antes e depois de cada viagem que realiza.

Como todo dia 5 de agosto, o templo revive o chamado “milagre da neve de agosto”, uma tradição que lembra sua fundação. Francisco quis homenagear esse aniversário com uma saída surpreendente, após meses de isolamento no Vaticano devido à pandemia, sem ter esse contato com os fiéis.

*Com Agência EFE