Premiê do Líbano renunciará ao cargo, diz ministro da Saúde

Hassan Diab deve fazer declaração de renúncia ainda nesta segunda-feira

  • Por Jovem Pan
  • 10/08/2020 12h44 - Atualizado em 10/08/2020 13h40
EFEHassan Diab deve renunciar após explosões no porto de Beirute

O ministro da Saúde do Líbano, Hamad Hassan, afirmou nesta segunda-feira, 10, que o primeiro-ministro do país, Hassan Diab, renunciará ao cargo nas próximas horas, em meio a uma grande crise política e econômica agravada pela explosão ocorrida no porto de Beirute na semana passada, que deixou mais de 160 mortos. De acordo com o ministro, Diab anunciará a renúncia sem se eximir de suas responsabilidades. A previsão é que o premiê se pronuncie às 19h (horário local; 13h em Brasília). Hamad é engenheiro e acadêmico libanês e assumiu o cargo de primeiro ministro em 21 de janeiro de 2020, após uma coalizão de formação de gabinete. Ele foi indicado ao cargo pelo Presidente do país, Michel Aoun.

No último sábado, 8, Hamad Hassan tinha proposto novas eleições parlamentares no país após protestos terem tomado as ruas de Beirute depois da morte de mais de 150 pessoas na explosão do porto e outros 6 mil feridos. Por negligência, 16 pessoas que administravam o local estão presas até que as investigações terminem. A principal linha de investigação é que a tragédia tenha sido causada por 2,7 mil toneladas de nitrato de amônio, mas o governo disse não descartar a hipótese de bomba ou míssil.

*Com Agência EFE