Quatro pessoas morrem de ebola em Guiné; óbitos são os primeiros em cinco anos

Funeral de enfermeira morta pela doença espalhou mais casos de ebola e matou outros três familiares; quatro pessoas ainda estão internadas

  • Por Jovem Pan
  • 14/02/2021 11h49
REUTERS/Misha Hussain/30.01.2015Último surto da doença no país foi registrado em 2016

O Ministério da Saúde de Guiné, no oeste da África, confirmou neste domingo, 14, que o país registrou quatro mortes por ebola desde o começo de fevereiro. Os óbitos são os primeiros registrados na região desde 2016, quando um surto da doença atingiu parte do continente africano. De acordo com pronunciamento do diretor da agência de saúde do país, Sakoba Keita, a primeira morte foi registrada no dia 1º de fevereiro em uma enfermeira que passou mal e chegou a ser internada. No funeral dela, a doença teria se espalhado para outras pessoas. “Entre os que estavam presentes no enterro, oito pessoas apresentaram diarréia, vômito e sangramentos. Três delas morreram e quatro outras estão internadas em hospitais”, afirmou. Todos os casos foram registrados na cidade de Zerecoré. O diretor da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom, se posicionou sobre os casos suspeitos da doença no país na noite do sábado e informou que a OMS estava oferecendo suporte na região.