Robert Kennedy Jr. é banido do Instagram por comentários sobre Covid-19

Os responsáveis pela rede social afirmam que o filho do falecido senador estava fazendo alegações ‘desacreditadas’ sobre o coronavírus e as vacinas

  • Por Jovem Pan
  • 11/02/2021 11h45 - Atualizado em 11/02/2021 13h58
Robert F. Kennedy Jr. Wikimedia CommonsRobert F. Kennedy Jr. pressionou o Congresso dos EUA a conceder aos pais a possibilidade de decidir sobre a obrigação de vacinar seus filhos

A conta no Instagram de Robert F. Kennedy Jr., filho do senador norte-americano Robert F. Kennedy e sobrinho do ex-presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy, foi encerrada pelos responsáveis da rede por conter alegações “desacreditadas” sobre a pandemia, o novo coronavírus e as vacinas contra a Covid-19. “Removemos essa conta por compartilhar repetidamente alegações desacreditadas sobre o coronavírus ou vacinas”, disse um porta-voz do Instagram em comunicado publicado pela imprensa norte-americana. A página de Kennedy no Facebook, com mais de 300 mil seguidores, ainda está ativa, e um representante da empresa disse que não havia planos de removê-la “neste momento”.

Robert F. Kennedy Jr. tem se manifestado repetidamente contra as vacinas. A imprensa local afirma que ele até pressionou o Congresso a conceder aos pais a possibilidade de decidir sobre a obrigação de vacinar seus filhos. O Children’s Health Defense, grupo sem fins lucrativos presidido por Kennedy, expressa frequentemente em suas redes sociais seu ceticismo sobre os benefícios das vacinas para a saúde.

*Com informações da EFE