Sobe para 182 número de mortos por explosão em Beirute

A quantidade de feridos permanece acima de 6 mil; o Exército libanês afirma que 30 pessoas continuam desaparecidas desde a explosão

  • Por Jovem Pan
  • 22/08/2020 11h17
EFE/EPA/NABIL MOUNZER Líbano segue contabilizando os estragos e perdas após a explosão no porto de Beirute

O Ministério da Saúde do Líbano confirmou neste sábado, 22, a 182ª morte causada pela explosão no porto de Beirute, que também deixou mais de 6 mil pessoas feridas. Uma fonte da pasta informou que o balanço subiu para pelo menos 182, mas que a quantidade de feridos permanece em “mais de 6 mil”, enquanto o Exército afirma que 30 pessoas continuam desaparecidas desde a explosão.

No dia 4 de agosto, uma carga de 2.750 toneladas de nitrato de amônio armazenada em um galpão no porto de Beirute explodiu, gerando uma onde de choque que afetou grande parte da capital libanesa. O presidente do Líbano, Michel Aoun, pediu neste sábado para que os afetados pela explosão “se agarrem às suas terras, casas e à identidade da sua cidade, Beirute”, e disse que o processo de “compensação para as pessoas afetadas será rápido, eficiente e justo”.

De acordo com o mandatário, os prejuízos causados pela catástrofe chegam a aproximadamente US$ 15 bilhões. Mais da metade dos centros de saúde públicos e privados da capital libanesa foram afetados, dificultando não só o tratamento dos feridos pela explosão, mas também o tratamento dos pacientes com Covid-19. Agências da ONU, organizações humanitárias e a comunidade internacional têm apoiado o Líbano com o envio de abastecimentos e ajuda médica adicional.

*Com informações da EFE