Suíça permitirá entrada de brasileiros vacinados contra Covid; pelo menos 85 nações ainda têm restrições

Permissão de entrada de estrangeiros com duas doses da vacina contra Covid-19 faz parte do plano de reabertura do país; México e Costa Rica também já recebem brasileiros

  • Por Jovem Pan
  • 24/06/2021 16h11 - Atualizado em 24/06/2021 17h20
PESP/ Wikimedia Commons aeroporto de zurique Brasileiros passarão a ser aceitos nos aeroportos da Suíça

Caminhando com um plano de volta à normalidade que inclui realização de eventos para milhares de pessoas e fim da obrigatoriedade da máscara em locais públicos, a Suíça abrirá no próximo sábado, 26, as fronteiras do país para estrangeiros vacinados com as duas doses dos imunizantes contra a Covid-19. Para que o turista possa chegar até o país europeu, ele precisará apresentar um certificado de vacinação antes do voo e ao chegar no país estrangeiro. Todas as vacinas com uso emergencial e definitivo autorizado no Brasil, inclusive a Coronavac, são aceitas no Suíça. É necessário que a pessoa imunizada tenha recebido a vacina há no máximo um ano e não será necessário fazer quarentena ou esperar determinado número de dias após a vacinação para viajar.

Além da Suíça, países como México e Costa Rica também permitem a entrada de brasileiros sem restrições. Eles precisam, porém, preencher formulários com informações sobre estado de saúde e podem ser submetidos a exames no momento do desembarque. Segundo levantamento feito pelo site Skyscanner, 85 países têm “restrições fortes” feitas a viajantes de países como o Brasil. Entre eles estão a Nova Zelândia, Itália, Canadá, Alemanha e França. Apesar de ter entrada liberada na Suíça, os brasileiros ainda são classificados no país como provenientes de uma área “vermelha”, com alto risco e variante de preocupação.