Texas deverá fazer ‘vaquinha virtual’ para ajudar na construção de muro na fronteira com México

Governador do estado norte-americano fará anúncio sobre articulação para construir muro entre os dois países ainda nesta semana

  • Por Jovem Pan
  • 15/06/2021 15h04 - Atualizado em 15/06/2021 15h43
EFE/EPA/LARRY W. SMITH/18.03.2020Governador do Texas deve fazer financiamento coletivo para construção de muro no estado

O governador do Texas, Greg Abbott, anunciou nesta terça-feira, 15, que um dos planos para a construção do muro na parte texana da fronteira dos Estados Unidos com o México é contar com a colaboração popular. Em entrevista ao podcast Ruthless, que debate assuntos conservadores nos Estados Unidos, o republicano afirmou que uma espécie de “vaquinha virtual” deve ser aberta para doadores de toda parte do mundo. “Quando eu fizer o anúncio no fim da semana vou fornecer um link para todo mundo nos Estados Unidos, na verdade, todo mundo do mundo inteiro, que quiser ajudar o Texas a construir o muro na fronteira. Haverá um lugar no qual eles podem contribuir”, afirmou o governador. Na ocasião, Abbot prometeu transparência e disse que prestaria contas sobre cada centavo que entrasse e saísse nas doações voltadas para o muro.

O anúncio sobre a construção do muro foi feito na última quinta-feira, 10, em crítica à crise de migração que ocorre no país durante a pandemia. Só em março, mais de 171 mil pessoas foram detidas pela polícia na fronteira dos Estados Unidos, maior número registrado em 15 anos. “Nós temos feito prisões. Entregamos aos oficiais federais mais de 35 mil pessoas ilegais no estado do Texas que apreendemos. Estamos cansados do desse jogo de ‘pegar e soltar’, nós queremos prender pessoas e colocá-las na cadeia por um bom tempo para que elas saibam que não vão mais ficar recebendo o tratamento de ‘tapete vermelho’ de Biden, eles vão para a cadeia”, afirmou o governador em entrevista divulgada por ele mesmo nas redes sociais. Na ocasião, ele afirmou ainda que o estado vai “finalizar o que o presidente Trump começou” e que “vai fazer o que Biden se recusa a fazer: proteger nossos cidadãos em toda a fronteira sul”.