Trump afirma que impôs “condições” para realização da cúpula com Kim

  • Por Agência EFE
  • 22/05/2018 15h40
Agência EFE"Veremos o que acontece. Há certas condições que queremos que se produzam. Acredito que conseguiremos essas condições. E, se não, não teremos a reunião", destacou Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira (22) que impôs “certas condições” à realização da sua esperada cúpula com Kim Jong-un e garantiu que, se houver um acordo, o líder norte-coreano estará “seguro” no poder e terá ajuda econômica internacional.

“Veremos o que acontece (com a cúpula). Há certas condições que queremos que se produzam. Acredito que conseguiremos essas condições. E, se não, não teremos a reunião”, destacou Trump em declarações aos jornalistas ao receber na Casa Branca o presidente sul-coreano, Moon Jae-in.

Trump não quis detalhar quais são essas condições e também não respondeu à pergunta se falou recentemente com Kim.

No entanto, reconheceu que há “uma possibilidade muito significativa” que sua cúpula com Kim não aconteça no dia 12 de junho, como estava previsto, mas que, se não ocorrer nessa data, “talvez mais tarde, talvez em um momento diferente”.

“Mas há uma boa possibilidade de que teremos a reunião”, garantiu.

A Coreia do Norte alertou na semana passada que a realização da cúpula com Trump estava em perigo devido às pressões da Casa Branca para impor-lhe um modelo de desnuclearização “unilateral”.

Trump voltou a assegurar que, se Kim chegar a um acordo sobre desnuclearização com EUA, se garantirá sua permanência no poder; mas evitou repetir sua ameaça de que, se as negociações fracassarem, Washington poderia assegurar que o regime norte-coreano seria derrubada.