Trump critica eleições nos EUA 2020: ‘Será uma das mais fraudulentas de todos os tempos’

O mandatário norte-americano voltou a criticar o sistema de votos através dos correios, método que será ainda mais utilizado neste ano devido à pandemia da Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 09/10/2020 13h24
Chris Kleponis/EFETrump questionou o sistema de votos através dos correios

Presidente dos Estados Unidos e candidato à reeleição, Donald Trump voltou a criticar nesta sexta-feira, 9, o sistema de votos através dos correios, método que será ainda mais utilizado em 2020 devido à pandemia da Covid-19. Em entrevista à Fox News, o republicano novamente demonstrou preocupação com uma suposta fraude nas eleições marcadas para o dia 3 de novembro. “Deveríamos ter carteira de eleitor, carteira de eleitor universal. Quando você for votar, eles devem ver quem você é, certifique-se de que não seja fraudulento ”, reclamou Trump. “Mas esta será uma das eleições grandes e mais fraudulentas de todos os tempos por causa de toda essa coisa com as cédulas”, complementou.

Trump afirmou que há muitas perguntas que precisam ser respondidas quando o assunto é votar via correios. “Eles estão enviando milhões e milhões e milhões e milhões de cédulas. Para onde eles estão enviando? Quem os está enviando? Onde eles estão indo? De onde eles estão votando? Quantos são fraudulentos? Eles estão sendo jogados fora? Eles estão sendo vendidos? Eles estão sendo colhidos?”, questionou líder estadunidense. Ainda assim, ele mostrou otimismo com uma possível vitória. É uma coisa terrível, mas, apesar disso, acho que teremos uma tremenda vitória”, complementou.

De acordo com o levantamento do US Elections Project, ao menos 6,8 milhões de americanos já votaram pelos correios nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, aponta o estudo conduzido pelo professor Michael McDonald, da Universidade da Flórida. Os números, publicados na manhã desta sexta-feira, são sem precedentes para o período e indicam que a participação dos eleitores no pleito de 2020 pode ser recorde. O voto não é obrigatório no país. De acordo com a pesquisa, o Estado da Flórida computou a maior quantidade de votos até o momento: 1,178 milhão. Por lá, o candidato pelo Partido Democrata, Joe Biden, e o candidato à reeleição pelo Partido Republicano, Donald Trump, estão tecnicamente empatados, segundo pesquisa do Instituto Ipsos. Biden aparece com 49% das intenções de voto e Trump, com 45%. A margem de erro da pesquisa é de 3,4 pontos porcentuais para mais ou para menos.

Segundo especialistas consultados pela Jovem Pan, Trump não tem motivos para suspeitar de uma possível fraude nas eleições de 2020. Em reta final de campanha, tanto o republicano, quanto Joe Biden, do Partido Democrata, jogam suas últimas fichas em busca de votos. Nas últimas pesquisas de intenção de voto, Biden vem levando vantagem. Desta forma, o atual mandatário dos EUA tenta, de toda forma, reverter o cenário há menos de trinta dias para as eleições.