Trump retornará às redes sociais em ‘plataforma própria’

Ex-presidente dos EUA está banido do Twitter, Facebook e Instagram após uma série de postagens encorajando e defendendo a invasão ao Capitólio, em janeiro de 2021

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2021 15h30
EFE/EPA/CHRIS KLEPONIS/POOLConselheiro de campanha de Donald Trump não deu mais detalhes sobre o projeto de uma nova rede social

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump deverá retornar às redes sociais com uma plataforma própria entre os próximos dois e três meses. Trump foi banido do Twitter em 8 de janeiro após fazer uma série de postagens encorajando e defendendo a invasão ao Capitólio dos EUA, que aconteceu no dia 6 de janeiro. Em 10 de fevereiro, Ned Segal, diretor financeiro da rede social, informo que o ex-presidente “nunca terá permissão para retornar ao site, mesmo se ele decidir se candidatar novamente”. Trump também está banido do Instagram e Facebook.

O anúncio do retorno do ex-presidente às redes sociais foi feito pelo seu conselheiro de campanha Jason Miller, que, em entrevista à Fox News, afirmou que “isto irá redefinir o jogo, todos irão olhar para o que vai acontecer”. Segundo o conselheiro, a plataforma será “grande e terá dezenas de milhões de pessoas”. Miller afirmou que os comunicados do republicano seguem impactantes, “talvez pelo tom mais presidencial”. De acordo com o conselheiro, há mais de uma empresa interessada em realizar os planos de Trump, mas não especificou quais seriam, ou mais detalhes.

*Com informações do Estadão Conteúdo