Ucrânia pede aos países do G7 que confisquem bens russos para ajudar a reconstruir o país

Ministro das Relações Exteriores Dmytro Kuleba pediu que ativos sejam confiscados para ajudar a reconstruir o território ucraniano após a guerra

  • Por Jovem Pan
  • 13/05/2022 12h09
TIMOTHY A. CLARY / AFP - 23/02/2022 Kuleba ministro de relações exteriores Ministro foi convidado para reunião do G7 que acontece na Alemanha

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, pediu que os países que compõem o G7 confisquem os bens da Rússia que podem ajudar os ucranianos a reconstruir o país após a guerra. A afirmação foi feita por Kuleba nesta sexta-feira, 13, após uma reunião do G7 na Alemanha. “Hoje pedi aos Estados do G7 que adotem leis e estabeleçam todos os procedimentos necessários para confiscar bens russos e entregá-los à Ucrânia para a reconstrução”, afirmou o ministro, que foi convidado para a reunião dos chefes de diplomacia dos sete países mais ricos, sediada em Wangels, no norte alemão. “A Rússia deve pagar politicamente, economicamente, pelos danos provocados por sua invasão”, continuou. Na última semana, Charles Michel, presidente do Conselho Europeu, disse ser favorável ao confisco de bens russos congelados na União Europeia como forma de sanção. Michel também disse ser favorável a deixá-los “disponíveis para a reconstrução” da Ucrânia. Joe Biden também pediu que o Congresso americano possibilite o confisco de bens russos bloqueados nos Estados Unidos.

*Com informações da AFP