União Europeia aprova vacina contra Covid-19 da Pfizer e BioNTech

A autorização permite que o bloco inicie uma campanha de vacinação em massa em seus 27 países-membro, o que está previsto para acontecer antes do final do ano

  • Por Jovem Pan
  • 21/12/2020 12h08 - Atualizado em 21/12/2020 15h15
EFE/EPA/Ben Birchall/POOL - 08/12/20O imunizante desenvolvido pela Pfizer e pela BioNTech já está sendo utilizado nos Estados Unidos, Reino Unido e Canadá

A Agência de Medicamentos da União Europeia (EMA, na sigla em inglês) aprovou oficialmente o uso da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Pfizer em parceria com a BioNTech, que demonstrou uma eficácia de 95% contra a doença. O anúncio aconteceu nesta segunda-feira, 21, conforme esperado pela Comissão Europeia, que prevê início da campanha de vacinação nos próximos dias 27, 28 e 29. Juntos, os 27 países que compõem o bloco adquiriram 300 milhões de doses do imunizante, que já recebeu autorização para ser aplicada em caráter emergencial no Reino Unido, nos Estados Unidos, no Canadá, na Arábia Saudita, no Chile e no México. No entanto, a EMA exigiu que a Pfizer e a BioNTech submetam mais dados sobre a vacina em 2021 e determinou que as pessoas que receberem a vacina deverão permanecer em observação por pelo menos 15 minutos depois de receber a dose, visto que foram reportadas reações alérgicas graves nos Estados Unidos.

Através do seu perfil oficial no Twitter, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que a aprovação de um imunizante contra o novo coronavírus foi “um momento decisivo nos esforços de entregar vacinas seguras e eficazes aos europeus” e acrescentou: “Agora nós vamos agir rápido”.

*Com informações de agências internacionais