Venezuela inicia vacinação de crianças de 2 a 11 anos contra a Covid-19

Campanha teve início nesta segunda-feira, 8, e usa a vacina Soberana II, produzida em Cuba; ONGs médicas e associações de saúde se pronunciaram contra a aplicação do imunizante

  • Por Jovem Pan
  • 09/11/2021 05h33
EFE/ Miguel Gutiérrez Enfermeira aplica vacina em criança na Venezuela Nos próximos dias, o país deve autorizar o uso da vacina Abdala, também cubana, e de um imunizante desenvolvido na China

A Venezuela iniciou a vacinação de crianças com idades entre 2 e 11 anos contra a Covid-19. A campanha de imunização dessa faixa etária teve início na segunda-feira, 8, com a vacina Soberana II, produzida em Cuba, informou a vice-presidente venezuelana, Delcy Rodríguez. Segundo ela, o país deve autorizar, nos próximos dias, o uso da vacina Abdala, também cubana, e de um imunizante desenvolvido na China. “Devemos dizer, com absoluta segurança e certeza, que temos que vacinar todo nosso povo a partir dos dois anos de idade”, afirmou Rodríguez à emissora estatal “VTV”. “Estamos vacinando em toda a região de Caracas, começando com crianças de 2 a 11 anos de idade, que podem ter algum tipo de deficiência imunológica que enfraqueça o sistema imunológico. Por exemplo, crianças com doença renal, algum tipo de doença que comprometa seu sistema imunológico”, acrescentou.

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, já havia anunciado no domingo que o país começaria a vacinação de crianças. Embora as principais ONGs médicas e associações de saúde cobrem pela aceleração no processo de vacinação contra a Covid-19, elas também se pronunciaram contra a aplicação das vacinas cubanas, porque ainda não foram aprovadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

*Com EFE