Número de atos antissemitas na França duplicou em um ano

  • Por Agencia EFE
  • 27/01/2015 13h50

Paris, 27 jan (EFE).- A França registrou em 2014 um total de 851 atos antissemitas, mais do que o dobro do que um ano antes, segundo os dados divulgados nesta terça-feira pelo Conselho Representativo das Instituições Judaicas da França (CRIF).

“Estes atos antissemitas representam 51% dos atos racistas cometidos na França, embora os judeus sejam menos de 1% da população”, disse o CRIF em comunicado, no qual destacou um aumento de 130% nos fatos com violência física.

Embora na França seja ilegal elaborar bases de dados em função da origem étnica ou religiosa dos indivíduos, estima-se que entre 500 mil e 600 mil judeus residam em território francês.

Isso transforma a França no primeiro país da União Europeia (UE) por número de residentes judeus e o terceiro do mundo, atrás de Israel e Estados Unidos.

A publicação do relatório do CRIF, baseado nos dados do Serviço de Proteção da Comunidade Judaica do Ministério do Interior, coincide com a visita do presidente da França, François Hollande, ao antigo campo nazista de extermínio de Auschwitz (Polônia), que hoje completa 70 anos de libertação.

Nesse cenário, e três semanas depois da onda de atentados jihadistas em Paris, na qual quatro pessoas em um supermercado judeu, Hollande assegurou que a França “nunca se esquecerá” das vítimas do Holocausto. EFE