André Mendonça é indicado à vaga de Marco Aurélio no STF

Publicação no Diário Oficial da União confirma o que Jair Bolsonaro já havia sinalizado após conversa com Luiz Fux, presidente do Supremo; chefe da AGU ainda precisa passar por sabatina no Senado

  • Por Jovem Pan
  • 13/07/2021 07h50 - Atualizado em 13/07/2021 08h46
Marcos Corrêa/PRAndré Mendonça é o nome "terrivelmente evangélico" que Bolsonaro quer ver no STF

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) oficializou nesta terça-feira, 13, por meio de publicação no Diário Oficial da União, a indicação do atual advogado-geral da União, André Mendonça, para a vaga de Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal (STF). Mello se aposentou ontem da Corte por ter atingido a idade limite de 75 anos. Pastor presbiteriano, Mendonça é o nome “terrivelmente evangélico” que Bolsonaro vinha prometendo desde 2019. “Só faço um pedido: que, uma vez por semana, ele comece a sessão com uma oração”, comentou o presidente da República após conversa com Luiz Fux, presidente do STF, na sede da Corte.

Mendonça usou o Twitter para fazer um agradecimento que, entre outros, contemplou o presidente e líderes evangélicos. “Com a submissão de meu nome ao Senado Federal, agradeço a Deus pela vida e por essa possibilidade de servir meu país; à minha família, pelo amor recíproco; ao presidente Jair Bolsonaro, pela confiança; aos líderes evangélicos, parlamentares, amigos e todos que têm me apoiado”, escreveu o atual chefe da AGU. Para a indicação ser oficializada, Mendonça passará por uma sabatina no Senado, precisando da maioria simples dos votos da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, composta por 27 senadores. A sessão ainda não tem data marcada.