Após encontro com Lula, FHC diz que apoiará no segundo turno quem se opuser a Bolsonaro

Ex-presidente enfatizou que a reunião não foi uma tentativa de construir uma candidatura conjunta entre PSDB e PT

  • Por Jovem Pan
  • 21/05/2021 15h05 - Atualizado em 21/05/2021 16h11
Reprodução/Twitter/LulaOficial/Ricardo StuckertFHC e Lula se encontraram para debater os rumos da democracia brasileira

Os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se encontraram na manhã desta sexta-feira, 21, em um almoço para debater a democracia e o “descaso” do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) no enfrentamento da pandemia do coronavírus no país. Segundo Lula, o almoço foi um convite do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Nelson Jobim. Após a reunião, FHC enfatizou que o encontro não foi uma tentativa de construir uma candidatura conjunta entre os partidos. Pelo contrário, o político afirmou que o PSDB ainda deve lançar um candidato próprio para as eleições de 2022, mas reforçou que, se o candidato da legenda não for para o segundo turno, ele apoiará qualquer outro nome que se oponha a Bolsonaro. “Reafirmo, para evitar más interpretações: PSDB deve lançar candidato e o apoiarei; se não o levarmos ao segundo turno, neste caso não apoiarei o atual mandante, mas quem a ele se oponha, mesmo o Lula”, escreveu o político em suas redes sociais.