Após invasão do Capitólio nos EUA, Barroso diz que ‘apoiadores do fascismo mostraram sua verdadeira face’

O ministro do Supremo, Alexandre de Moraes, também comentou o episódio que aconteceu durante a tarde desta quarta-feira

  • Por Jovem Pan
  • 06/01/2021 23h58
WALLACEMARTINS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOManifestação do ministro foi divulgada em seu perfil no Twitter

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, comentou a invasão do Capitólio por apoiadores de Donald Trump na tarde desta quarta-feira, 6. Durante a manifestação, que contou com a presença de milhares de manifestantes pró-Trump, houve confusão, enfrentamento da polícia, disparos e a morte de uma mulher, que foi atingida no peito por um tiro. Barroso, que também é o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e chegou a acompanhar um dia de votação no país norte-americano no ano passado, classificou o episódio como “triste”. “Apoiadores do fascismo mostraram sua verdadeira face: antidemocrática e truculenta. Pessoas de bem, independentemente de ideologia, não apóiam a barbárie. Espero que a sociedade e as instituições americanas reajam com vigor a essa ameaça à democracia”, escreveu em sua conta no Twitter.

Alexandre de Moraes também comentou a invasão ao Congresso norte-americano. Para o ministro, os Estados Unidos “saberão responsabilizar os grupos que atentaram gravemente contra sua história republicana” e afirmou que “milícias presencias ou digitais, discursos de ódio e agressões às Instituições corroem a Democracia e destroem a esperança em um futuro melhor e mais igualitário. Moraes”. O presidente do Congresso brasileiro, senador Davi Alcolumbre, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, também se manifestaram contra a invasão.