Bolsonaro diz que irá entregar pedido de impeachment contra Barroso ao Senado

Presidente do TSE entrou na mira de Bolsonaro após tramitação da PEC do voto impresso não ter avançado na Câmara

  • Por Jovem Pan
  • 20/08/2021 22h07
ANTONIO MOLINA/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOJair Bolsonaro já entregou pedido contra Alexandre de Moraes

Após entregar ao Senado um pedido de impeachment contra o ministro do STF, Alexandre de Moraes, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) informou na noite desta sexta-feira, 20, durante sua passagem pela cidade de Eldorado, interior de São Paulo, que também irá protocolar nos próximos dias um pedido de impeachment contra o presidente do TSE, Luis Roberto Barroso. “Não precisa um pedido atrás do outro, não é fácil fazer um pedido, tem que ter muito equilíbrio tem que buscar materialidade, não pode apresentar por apresentar. Materializamos esse pedido do Sr. Alexandre de Moraes e nos próximos dias entregaremos o segundo pedido (contra Barroso). Eu espero que o Senado processe isso, afinal de contas está embasado no artigo 52 da nossa Constituição”, disse ao SBTNews. Barroso entrou na mira de Bolsonaro em razão da tramitação da PEC do voto impresso, que não passou na Câmara dos Deputados. O presidente do TSE foi chamado de “idiota” e “imbecil” pelo chefe do Executivo, que afirmou, em mais de uma ocasião, que Barroso teria interesses pessoais em eleger o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2022 – segundo as pesquisas eleitorais, o petista lidera a corrida pela Presidência da República. Nas redes sociais, o presidente da República chegou a afirmar que os magistrados “extrapolam com atos os limites constitucionais”.