Com Covid-19, Major Olimpio está intubado em hospital de São Paulo

Estado de saúde do líder do PSL no Senado é considerado grave, mas estável

  • Por André Siqueira
  • 12/03/2021 15h15 - Atualizado em 12/03/2021 17h37
Roque de Sá/Agência SenadoO senador Major Olimpio está internado em estado grave com Covid-19

Diagnosticado com Covid-19, o senador Major Olimpio (PSL-SP), de 58 anos, está intubado no Hospital São Camilo, em São Paulo. O estado de saúde do líder do PSL no Senado é grave, mas estável. A informação foi confirmada à Jovem Pan por uma pessoa próxima ao parlamentar. Olimpio foi diagnosticado com o novo coronavírus na terça-feira, 2. No dia seguinte, participou remotamente da sessão do Senado em um leito hospitalar.

Ainda segundo relatos feitos à reportagem, Major Olimpio foi intubado pela primeira vez no sábado, 6. Com a melhora no quadro de saúde, foi extubado na terça-feira, 9. Com a piora, voltou a ser intubado na quarta-feira, 10. Procurado pela Jovem Pan, o Hospital São Camilo afirmou que não foi autorizado pela família a repassar informações sobre o parlamentar. Em nota, a assessoria de imprensa de Olimpio disse que “seu quadro segue estável, mas requer cuidados”. “A família do senador Major Olimpio informa que seu quadro segue estável, mas requer cuidados. Pedimos a imprensa que respeite o momento, que será de recolhimento e de foco no tratamento. Continuemos em oração pelo seu restabelecimento e de todos neste momento. Deus os abençoe”, diz a íntegra do comunicado. Um assessor parlamentar de Olimpio também está internado, em estado grave. A Jovem Pan apurou que o auxiliar está com os pulmões comprometidos.

Além de Olimpio, os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Lasier Martins (Podemos-RS) também foram diagnosticados com a doença. Eles participaram de uma reunião do grupo Muda Senado, do qual fazem parte, antes de confirmarem o diagnóstico da Covid-19. No Senado, dois parlamentares morreram em decorrência de complicações causadas pelo coronavírus: Arolde de Oliveira (PSD-RJ), aos 83 anos, em outubro de 2020, e José Maranhão (MDB-PB), aos 87, em fevereiro deste ano.