Lira diz que parecer da reforma tributária deve ser apresentado na semana que vem

Pauta é discutida desde o ano passado por uma comissão especial mista, formada por deputados e senadores

  • Por Jovem Pan
  • 12/03/2021 07h35
Fátima Meira - Estadão ConteúdoPresidente da Câmara, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco, projetaram que a pauta deve ser votada entre seis a oito meses

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, disse, pelas redes sociais, que o relatório da reforma tributária deve ser apresentado na semana que vem. Na mesma publicação, ele defendeu que, após a aprovação da PEC emergencial, o Congresso Nacional deve avançar em outros assuntos — citando também a reforma administrativa. A reforma tributária é discutida desde o ano passado por uma comissão especial mista, formada por deputados e senadores. O objetivo é encontrar um texto de consenso, já que textos diferentes tramitam na Câmara e no Senado Federal.

O governo também apresentou uma proposta própria. O relator, responsável por condensar as propostas, é o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP). A PEC enviada pelo Planalto prevê a unificação do PIS e do Cofins para criar a CBS — Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços. As propostas que já tramitavam no Congresso são mais abrangentes e envolvem outros impostos. No início deste ano, os presidentes da Câmara, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco, projetaram que a reforma tributária deve ser votada em um prazo de seis a oito meses. Lira já sinalizou que a reforma administrativa pode ser analisada antes pelos deputados.

*Com informações do repórter Levy Guimarães