Covid-19: Congresso decreta luto oficial de 3 dias por meio milhão de mortos

Apesar da decisão, trabalhos nas Casas Legislativas não serão interrompidos; senadores Major Olímpio, Arolde de Oliveira e José Maranhão integram a lista de óbitos pela doença

  • Por Jovem Pan
  • 22/06/2021 20h29
Imagem: EBCAo término da fala, os parlamentares fizeram um minuto de silêncio em memória aos mortos e aprovaram voto de pesar

Neste sábado, 19, o país ultrapassou a marca de 500 mil mortos em decorrência da Covid-19, como indicam os dados levantados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Em homenagem às vítimas da doença, nesta terça-feira, 22, o Congresso Nacional decretou luto oficial de três dias. “Em ato conjunto do Senado Federal e da Câmara dos Deputados, decretamos luto oficial por três dias em razão da triste marca de 500 mil mortos que o Brasil alcançou”, afirmou o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM) em sessão na Casa nesta tarde. Apesar do luto, os trabalhos nas Casas Legislativas não serão interrompidos.

Ao término da fala, os parlamentares fizeram um minuto de silêncio em memória aos mortos e aprovaram voto de pesar. A soma de meio milhão de vidas perdidas para o novo coronavírus conta com os óbitos dos senadores Major Olímpio, Arolde de Oliveira e José Maranhão. A quantidade de óbitos por Covid-19 no país atingiu 500.800 vítimas no sábado. Hoje, o número já está em 504.717 mortes acumuladas. A primeira vítima fatal da doença foi registrada em 17 de março de 2020 – no mesmo mês em que o Ministério da Saúde notificou o primeiro diagnóstico da doença. Com a soma, o Brasil alcançou o título de segundo país do mundo com a maior quantidade de mortes.