Candidato à Prefeitura de SP, Filipe Sabará é expulso do Partido Novo e reage: ‘Não recuarei’

Comissão de ética do partido apontou ‘inconsistências no currículo’ de Sabará e anunciou expulsão nesta quarta-feira, 21

  • Por Jovem Pan
  • 21/10/2020 21h46 - Atualizado em 21/10/2020 22h04
Reprodução / TwitterFilipe Sabará foi expulso do partido NOVO depois de inconsistências no currículo

A Comissão de Ética do Partido Novo anunciou nesta quarta-feira, 21, a expulsão do candidato à Prefeitura de São Paulo, Filipe Sabará do partido. Em setembro foi aberto um processo administrativo contra o afiliado por declarações que não condiziam com o posicionamento do partido e inconsistências no seu currículo. O comunicado do Diretório Nacional foi enviado aos filiados e Filipe está autorizado a apresentar um recurso no prazo de 10 dias, porém o Diretório afirma que “o recurso não tem efeito suspensivo da decisão”. Desde que a análise pela Comissão foi iniciada, o partido já tinha suspendido os direitos de filiação de Sabará, porém, o candidato conseguiu na Justiça Eleitoral uma liminar para continuar com seus compromissos de campanha. “O Diretório Nacional reitera sua confiança nas decisões da CEP, sua transparência com o processo e o respeito à ampla defesa do denunciado”, relata o comunicado.

À Jovem Pan, Filipe afirmou por meio de nota que continuará com a sua campanha para a Prefeitura e afirmou que o partido tem um fundador “que se considera dono”, indicando que João Amoêdo não respeita opiniões diversas. “João Amoedo e seus ‘capangas’ pegaram uma pessoa honesta pela frente que não vai aceitar injustiças e que vai até as últimas consequências para que todos saibam a verdade. Meu propósito de servir as pessoas de São Paulo segue firme e inabalável, com os ataques que forem. Não recuarei em hipótese alguma.”

O processo na Comissão do partido NOVO foi iniciado depois que a Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) desmentiu a informação que era vinculada no material de campanha de Sabará de que ele cursava pós-graduação em Gerência de Cidades na instituição. De acordo com a FAAP, Sabará só cursou um semestre do curso de Relações Internacionais em 2003. Em seu perfil do LinkedIn, Sabará informa que é formado em Marketing pela Faculdade de São Paulo, cursou o ensino fundamental nos EUA, na cidade de Pensacola no Estado da Flórida e tem capacitação em Lideranças Públicas na Johns Hopkins University (Washington, DC, EUA).

Confira abaixo a íntegra do posicionamento de Filipe Sabará:

Infelizmente o Partido NOVO tem um fundador, e “ex” Presidente que se considera ser seu “dono”. João Amoedo, continua mandando no Diretório Nacional do Partido e na suposta “Comissão de Ética” e não respeita opiniões diversas e nem mesmo a lei. Uma pena, pois existem pessoas muito boas no Partido NOVO.

Por ter elogiado algumas medidas do Presidente Bolsonaro e boas ações do governo federal, a tal da CEP (comissão de ética do Partido) totalmente ligada ao Amoedo, criou situações e “aceitou” denúncias (TODAS FALSAS) para me retirar do Partido. Como NINGUÉM ESTÁ ACIMA DA LEI, muito menos o João Amoedo, já recorri e ganhei na justiça em diversas instâncias: no TRE, o deferimento da candidatura e no TSE, liminar que também possibilita continuar a candidatura.

Dessa vez, João Amoedo e seus “capangas” pegaram uma pessoa honesta pela frente que não vai aceitar injustiças e que vai até as últimas consequências para que todos saibam a verdade. Meu propósito de servir as pessoas de São Paulo segue firme e inabalável, com os ataques que forem. Não recuarei em hipótese alguma.