Presidente do TSE pede que brasileiro vá às urnas: ‘Não entregue aos outros seu destino’

Em pronunciamento transmitido em cadeia nacional, Luís Roberto Barroso comemorou ‘nível de abstenção relativamente baixo’ do primeiro turno

  • Por Jovem Pan
  • 28/11/2020 22h19
Divulgação/TSELuís Roberto Barroso incentiva, em cadeia nacional, o comparecimento às urnas no segundo turno das eleições municipais

Em pronunciamento transmitido em cadeia nacional, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, suplicou que os 38 milhões de eleitores das 57 cidades onde haverá segundo turno compareçam às urnas neste domingo, 29. Ele lembrou que não existe nenhum impedimento para quem se absteve no primeiro turno. “Uma vez mais, venho pedir a todos os eleitores: não deixem de votar. Ajudem a escrever este segundo e último capítulo das eleições de 2020. Votem conscientes. Vocês estarão decidindo o seu futuro, o futuro dos seus filhos e do seu país. Não entreguem aos outros o seu destino”, discursou.

Devido ao cenário de pandemia, Barroso considerou baixo o índice de 23,14% de abstenção no primeiro turno. “No domingo, 15 de novembro, 113 milhões de eleitores compareceram às urnas. Um nível de abstenção relativamente baixo para eleições realizadas em plena pandemia. Em geral, o plano de segurança sanitária criado pelo Tribunal Superior Eleitoral foi observado. Conseguimos harmonizar, com sucesso, democracia e saúde. Votem com segurança. Usem máscara e mantenham distanciamento social para protegerem a si mesmos e aos outros. Em breve, essa pandemia passará, e teremos muitas razões para celebrar a vida e a democracia brasileira.”