Irmãos Miranda vão ao STF contra ministro Onyx Lorenzoni

O deputado e o servidor acusam o ministro de ter cometido crimes de ameaça e calúnia; documento foi apresentado no dia 9 de julho

  • Por Jovem Pan
  • 14/07/2021 16h19 - Atualizado em 14/07/2021 19h49
Reprodução/Twitter/LuisMirandaUSACPI da Covid-19 ouve deputado federal e servidor que relatou pressão por compra da Covaxin

Os irmãos Luis Miranda (DEM-DF) e Luis Ricardo Miranda, que é servidor do Ministério da Saúde, acionaram o Supremo Tribunal Federal (STF) com uma representação criminal contra o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni. O deputado e o servidor acusam o ministro de ter cometido crimes de ameaça e calúnia. O documento apresentado pelos irmãos diz que Lorenzoni “ameaçou, ostensivamente, o representante, ao determinar o uso do parato estatal para investigá-lo, com total desvio de finalidade e se exasperando, em seu linguajar, em ‘acionar’ o aparato da CGU para investigar seu irmão, com a finalidade, por óbvio, de atingir o representante”. Em junho, Onyx afirmou que a PF iria abrir uma investigação contra a dupla e que Miranda ‘pagaria’ por suas falas.  No documento, os irmãos argumentam que a fala teve “cunho intimidatório, ameaçador, injurioso, caluniador”.