Maioria avalia que Bolsonaro acertou ao divulgar carta à nação, diz pesquisa

Entre aqueles que avaliam a gestão do presidente positivamente, 65% consideram que o chefe do Executivo acertou ao publicar o documento; levantamento foi divulgado pelo Poderdata

  • Por Jovem Pan
  • 16/09/2021 10h40 - Atualizado em 16/09/2021 14h00
Mateus Bonomi/AGIF/Estadão ConteúdoNa carta, o presidente Jair Bolsonaro disse que ataques ao ministro Alexandre de Moraes, do STF, ‘decorreram do calor do momento’

A maioria da população brasileira avaliou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) acertou ao divulgar a carta à nação após os atos de 7 de setembro. Durante as manifestações, o chefe do Executivo federal criticou o Supremo Tribunal Federal (STF), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e atacou o ministro Alexandre de Moraes, integrante da Corte, a quem chamou de “canalha”. “Quero declarar que minhas palavras, por vezes contundentes, decorrem do calor do momento e dos embates que sempre visaram o bem comum”, acrescenta Bolsonaro. A divulgação do documento pelo presidente funcionou como um pedido de trégua aos outros Poderes.

Segundo pesquisa do PoderData divulgada nesta quinta-feira, 16, 55% dos entrevistados entendem que o presidente acertou com o aceno ao Congresso e o Supremo. Para 30%, Bolsonaro errou ao compartilhar a carta. Outros 15% não souberam responder. Entre aqueles que avaliam a gestão Bolsonaro positivamente (27%), 65% consideram que o presidente acertou ao divulgar a carta, enquanto 33% afirmam que o chefe do Executivo errou. Apenas 3% não souberam opinar. A pesquisa foi realizada do período de 13 a 15 de setembro de 2021 pelo PoderData, a divisão de estudos estatísticos do Poder360. Foram 2.500 entrevistas em 411 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.