MDB escolhe Simone Tebet como candidata à presidência do Senado

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Casa, Tebet disputava a indicação com o líder da bancada, senador Eduardo Braga (AM)

  • Por André Siqueira
  • 12/01/2021 15h43 - Atualizado em 12/01/2021 16h08
Antonio Cruz/Agência BrasilTebet enfrentará Rodrigo Pacheco, em eleição marcada para o dia 1º de fevereiro

Maior bancada da Casa, o MDB escolheu, nesta terça-feira, 12, a senadora Simone Tebet (MS) como candidata do partido à presidência do Senado. A informação foi confirmada à Jovem Pan por uma pessoa que acompanhou de perto as tratativas internas da legenda. O anúncio oficial deve ser feito ainda nesta terça-feira. Tebet é presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e irá enfrentar Rodrigo Pacheco (DEM-MG), candidato escolhido por Davi Alcolumbre (DEM-AP) para sucedê-lo.

Como a Jovem Pan mostrou, Tebet disputava a preferência interna com o líder da bancada, Eduardo Braga (AM). O MDB possuía outros dois pré-candidatos, Fernando Bezerra Coelho (PE) e Eduardo Gomes (TO), líderes do governo no Senado e no Congresso, respectivamente. Os governistas, no entanto, deixaram a disputa após o presidente Jair Bolsonaro anunciar apoio a Pacheco em uma reunião no Palácio do Planalto, que ocorreu na sexta-feira, 8.

Nesta terça-feira, o MDB filiou dois novos senadores. Rose de Freitas (ES) e Veneziano Vital do Rego (PB) aumentam a bancada do partido de 13 para 15 membros. A sigla também espera contar com o apoio do PSDB (7 senadores) e do Podemos (9 senadores). Caso isso se concretize, Simone Tebet iniciaria a disputa com, pelo menos, 31 votos. Aliados da senadora estimam que ela consiga, ainda, conquistar votos dentro do grupo “Muda Senado”, formado por parlamentares de diversos partidos políticos, da Rede, como é o caso de Randolfe Rodrigues (AP), ao PSL, como Major Olimpio (SP), por exemplo. Pacheco, por sua vez, soma os mesmos 31 votos – além de DEM, PSD, PROS, Republicanos e PT, o Partido Liberal (PL) anunciou apoio ao candidato do DEM. Para vencer a disputa, o candidato precisará de, no mínimo, 41 votos.